Autor: super-admin

Dieta low carb é alternativa para manter o peso depois de emagrecer

Segundo estudo, adotar uma alimentação com uma quantidade reduzida de carboidratos é uma boa opção para não ser vítima do efeito sanfona
Emagrecer nem sempre é uma tarefa simples, mas se manter no peso conquistado pode ser uma missão ainda mais árdua. É muito comum sofrer com o efeito sanfona e ficar naquele perde peso e logo engorda de novo. Segundo um novo estudo, apostar em uma dieta low carb pode ser a solução para esse dilema.

Leia também: comprar E-book 101 Receitas Low Carb

shutterstock
Seguir uma dieta low carb, ou seja, com quantidade reduzida de carboidrato, ajuda a prevenir o efeito sanfona, diz estudo

O estudo foi feito por cientistas da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, e publicado no jornal científico BMJ. Segundo dados da pesquisa, quem adotou uma dieta low carb depois de perder peso passou a queimar mais calorias e também teve redução do nível de grelina, hormônio relacionado à fome.

Leia também: Tire suas dúvidas sobre a dieta low carb e veja cardápio para uma semana

Dieta low carb x se manter no peso

shutterstock
De acordo com estudo, quem segue uma dieta low carb tem um gasto calórico maior e, por isso, se matém no peso
No estudo da universidade norte-americana, 234 pessoas tinham o objetivo de reduzir de 10% a 14% do peso ao seguir um programa de emagrecimento de 10 semanas. Depois, os que conseguiram alcançar a meta, 164, foram divididos em três grupos e cada um recebeu uma quantidade diferente de carboidrato na dieta.

Leia também: Farinha seca barriga funciona

Nessa segunda etapa, todos ingeriram carboidratos considerados de boa qualidade, como as versões integrais dos alimentos, e tiveram o consumo de calorias ajustado para que conseguissem manter o peso , evitando o efeito sanfona . O primeiro grupo tinha 20% de carboidratos das calorias do dia, o segundo grupo, 40%, e o terceiro, 60%.

Essas pessoas foram acompanhadas por mais 20 dias. Ao final desse tempo, notou-se que o grupo que consumiu menos carboidratos gastou mais calorias . Aqueles que estavam com a dieta com 20% de carboidratos queimaram 91 calorias a mais por dia que o grupo intermediário e 209 calorias a mais se comparado com o terceiro grupo.

Leia também: Kifina funciona

Além disso, o primeiro grupo também teve diminuição na produção de grelina, hormônio relacionado sensação de ter fome.

De acordo com Cara Ebbeling, principal autora do estudo, e esse maior gasto calórico por aqueles que seguiram uma dieta com menos carboidratos persistir por três anos, é possível chegar a uma perda de peso de 9 kg sem reduzir a ingestão de calorias diárias.

Além disso, o estudo mostra que as escolha dos macronutrientes – carboidratos, gorduras, proteínas – pode, sim, influenciar no emagrecimento e em evitar o efeito sanfona. Como ressalta David Ludwig, endocrinologista que também participa da pesquisa, os carboidratos refinados ajudam e elevar o nível de insulina no sangue, o que faz com que as células armazenem energia. “Com menos energia disponível no organismo para o resto do corpo, a fome aumenta e o metabolismo diminui – receita para alguém engordar”, explica.

Leia também: Phytophen funciona

Ou seja, seguir uma dieta low carb e escolher bem os carboidratos, como foi feito com os participantes do estudo, ajuda a fugir desse cenário citado acima.

Jejum intermitente: saiba o que é e como afeta a saúde

Já ouviu falar em jejum intermitente? E se tudo o que você já ouviu até hoje, sobre comer de três em três horas fosse mentira? E se o mesmo valesse para a importância do café da manhã? De repente, você descobre que nada disso é verdade.

Leia também: Jejum Intermitente emagrece

Bem, pelo menos é isso que afirmam os praticantes do “jejum intermitente”, prática que consiste em deixar de se alimentar durante muitas horas, controlando-se os alimentos ingeridos nos horários permitidos. Trata-se de uma forma diferente de ver os benefícios de manter intervalos diferenciados entre as refeições.

Leia também: Kifina reclame aqui

No post de hoje você vai entender melhor como funciona pra quem quer emagrecer e conhecer a opinião profissional da nutricionista clínica Deise Santiago sobre o assunto. Vamos lá?

O que é o jejum intermitente
Jejum intermitente é uma prática que consiste em ficar de 12 a 14 horas (em média) sem comer e depois alimentar-se, sempre de forma saudável e equilibrada, durante uma janela de tempo determinada.

Leia também: Phytophen reclame aqui

Essas são as regras gerais, mas há variações quanto ao tempo de jejum e aquilo que é permitido comer. Continue a leitura para entender melhor.

Os tipos de jejum intermitente
Existem diversas maneiras de se praticar o jejum intermitente, os chamados protocolos. Todos eles, porém, incluem refeições saudáveis durante a janela de alimentação e hidratação constante, mesmo quando não se está comendo.

Leia também: Farinha seca barriga reclame aqui

Você vai conhecer alguns agora, nenhum deles é melhor que o outro. Eles apenas serão mais ou menos adaptáveis às suas necessidades. Por isso, conversar com um profissional é imprescindível.

Você poderá escolher, por exemplo, uma das seguintes opções:

Jejum de 16 horas/LeanGains
Tido por muitos como a forma mais de praticar o jejum intermitente, esse tipo permite comer em uma janela de 8 horas por dia para homens e 9 ou 10 horas para mulheres. Você escolhe o melhor momento para criar sua janela de alimentação e pode fazer 2, 3 ou até mais refeições.

Dieta 5:2
Existem algumas versões para este protocolo. Uma bastante aceita baseia-se na ingestão de pouquíssimas calorias durante 2 dias na semana e alimentação normal nos demais.

Nos dias do jejum, recomenda-se que as mulheres comam 500 calorias e os homens, 600 calorias. Podem ser ingeridas duas pequenas refeições de 250 a 300 calorias.

Chá, água e café são permitidos durante o jejum

Coma – Pare – Coma
Nesse sistema (cujo nome em inglês é: eat-stop-eat) escolhem-se um ou dois dias da semana para ficar completamente sem comer. Em outras palavras, realiza-se uma refeição e a seguinte, só no mesmo horário no dia seguinte.

Este método costuma ter uma adaptação mais difícil e é importante fazer refeições ricas em fibras antes do jejum.

Água, café e outras bebidas não calóricas são permitidos durante o jejum, mas nenhum alimento sólido.

Dieta do Guerreiro
Esta dieta consiste em comer durante o dia vegetais e frutas e, à noite fazer uma refeição normal. Nessa dieta tudo que se come deve ser natural, o mínimo industrializado possível.

Esse protocolo preconiza uma janela de alimentação de apenas 4 horas por dia e do final da tarde até de noite.

Jejum de 12 horas
Neste caso, passa-se metade do dia sem comer (incluindo as oito horas recomendadas de sono). Nele é indicado que você faça três refeições ao longo do dia, ficando, por exemplo, das 20h da noite até às 8h da manhã sem se alimentar.

Jejum intermitente funciona para todos?
De acordo com a nutricionista Deise Santiago, o jejum intermitente pode, sim, levar ao emagrecimento e, inclusive, ser uma boa alternativa para quem quer sair do platô (quando o organismo estaciona num determinado peso):

“Se a pessoa aprender a realizar o almoço e o jantar de forma balanceada, acredito que o jejum intermitente seja um ótimo começo para uma reeducação alimentar e para voltar a emagrecer.”

Mas, há outros lados a serem considerados e Deise alerta que “baixa ingestão calórica emagrece, mas não serve para qualquer pessoa.” Ela cita, por exemplo que jejum por tempo muito longo “pode levar à hipoglicemia, pressão baixa e gerar desconfortos como vertigem, enjoo e até vômitos e desmaios”.

De toda forma, “há pessoas que nunca conseguiram comer todas as refeições e ficam bem apenas com o almoço e jantar, essas pessoas sempre fizeram o jejum intermitente sem saber”, ela pondera.

Leia também: protocolo Jejum Intermitente

O que faço se quiser aderir ao jejum intermitente?
Assim como outras mudanças na alimentação, aderir ao jejum intermitente é uma decisão que não deve ser tomada sem orientação profissional.

Deise lembra bem: “Muitas vezes, porque funcionou com um conhecido, achamos que vai ser igual com a gente, mas pode não ser.”

O ideal para que sua saúde não seja afetada, é fazer um check up e conversar com um nutricionista para juntos avaliarem se este é o método mais indicado. Considere, por exemplo o seguinte:

Você tem diabetes, pressão alta ou colesterol alterado?
É vegetariano ou vegano?
Já fez low carb e não teve resultado?
Fez cirurgia bariátrica?
Está grávida?
Tem depressão?
São muitas as variantes que envolvem um emagrecimento saudável e Deise garante: “para cada uma dessas perguntas tem um método diferente de tratamento para emagrecimento”.

Massagens redutoras: Maneira rápida e Simples de perder medidas!

Perder peso e o sonho de muitas pessoas. Algumas acabam optando por ir para academias, ficar horas e horas malhando, enquanto outras preferem optar por fazer dietas ou até mesmo tomar remédio para isso. Mas para que tanto sofrimento? Se você deseja perder peso de maneira rápida e simples, você deve conhecer as massagens redutoras.

Leia também: massagem redutora celulite

Ainda não sabe o que é isso? Então continue lendo esse artigo e veja a seguir tudo que você precisa saber antes de começar a realizar sua massagem redutora.

Leia também: Farinha seca barriga é bom

Contents [hide]

1 O que são Massagens redutoras?
2 Como funciona essas massagens?
3 As massagens são doloridas?
4 Quanto custa as Massagens redutoras?
5 Quantas vezes tem que fazer a massagem?
6 Quanto tempo dura cada seção?
O que são Massagens redutoras?
Para quem ainda não conhece, as massagens redutoras são uma nova forma de emagrecer que vem fazendo grande sucesso entre pessoas de todas as idades. Com essas poderosas massagens é possível perder peso sem nenhum tipo de sacrifício.

Então, se você está em busca de alcançar o corpo perfeito sem precisar 600-199 de academias ou tomar remédios para isso, você deve conhecer as massagens redutoras, pois com elas você consegue modelar seu corpo, combater a retenção de líquido, eliminar a gordura localizada, e ainda acabar com as terríveis celulites.


Leia também: Phytophen é bom
Como funciona essas massagens?
A massagem redutora é um tipo de massagem focalizada em reduzir as medidas do cliente, sendo assim ela é feita especificamente na região em que o cliente deseja reduzir suas medidas. Esse tipo de massagem é feita por um esteticista qualificado, assim o procedimento é rápido e proporciona resultados maravilhosos.

Leia também: Kifina é bom

Para a realização do procedimento o esteticista deve passar na região desejada um creme redutor de medidas que possui propriedades drenantes, para que assim suas mãos possam deslizar melhor pelo corpo do cliente. Então são realizados alguns movimentos intensos que atingem camadas mais profundas dos músculos para que possa eliminar a gordura localizada.

Os resultados já são visíveis desde as primeiras seções, e ao final do procedimento completo é possível notar grande diferença no corpo.
As massagens são doloridas?
A massagem redutora é um tipo de massagem focalizada em retirar gordura localizada, e por isso com ela é necessário fazer movimentos fortes e intensos a fim de mobilizar os músculos, então ela é um pouco dolorida sim, porém é uma dor suportável e que pouco tempo após o tratamento desaparece.

No entanto, se você é muito sensível a dor, optar por outro método para emagrecer pode ser uma boa opção.

Vale lembrar que por mais que esse procedimento seja um pouco “agressivo” a pele e deixe-a com algumas marcas roxas e vermelhas após o tratamento, essas marcas não serão permanentes e sairão dentro de alguns dias. Por isso é tão importante escolher um profissional competente e de sua confiança para o tratamento.

Quanto custa as Massagens redutoras?
Não é possível dizer um valor exato para o custo da massagem redutora, pois esse valor pode se alterar conforme cada região do corpo e conforme a clínica que você escolheu para realizar esse tratamento. Por isso é necessário pesquisar antes qual preço é o melhor.

Mas vale lembrar que nem sempre a mais barata é a melhor, escolha um profissional qualificado e de sua confiança para realizar esse tratamento.

Em geral é possível dizer que o valor de cada seção das massagens redutoras custa em torno de 100 a 150 reais.

Quantas vezes tem que fazer a massagem?
A quantidade de seções da massagem redutora varia de pessoa para pessoa conforme o tanto que ela precisa perder e conforme a região do corpo que ela deseja realizar a massagem, por isso não é possível dizer uma quantidade única de seções que devem ser feitas.

No entanto é possível dizer que para começar a sentir os efeitos da massagem redutora é necessário de no mínimo 8 a 10 seções, conforme a reação do seu corpo.

Quanto tempo dura cada seção?
Cada região do corpo possui um tempo de duração de cada seção da massagem redutora, porém é possível dizer que em média cada seção dura cerca de 40 minutos. E esse tempo não pode ser “partido” para que você consiga alcançar todos os resultados esperados.

Leia também: massagem redutora celulite

Quem possui muita sensibilidade não é indicado que realize 400-351 esse tipo de tratamento, nos aconselhamos que procure outro método que também seja eficiente, mas que não traga nenhum tipo de dor ao cliente.

Se você é uma mulher que gosta de massagens, vai adorar saber um pouco mais sobre outro tipo de massagem que também ajuda a reduzir medidas, a drenagem linfática.

O que é Kombucha e seus benefícios

O Kombucha é uma bebida fermentada feita a partir do chá preto adoçado que é fermentado por leveduras e bactérias que fazem bem à saúde, sendo por isso uma bebida que fortalece o sistema imunológico e melhora o funcionamento intestinal. Sua forma de preparo é parecida com a do iogurte caseiro e do Kefir, mas usa-se o chá preto ao invés do leite como ingrediente fundamental.

O chá preto com açúcar branco são os ingredientes mais usados para fazer kombucha, mas também pode-se usar outras ervas e ingredientes adicionais, como chá verde, chá de hibisco, chá mate, suco de frutas e gengibre, para chegar a um sabor mais agradável ao paladar.

Como fazer Kombuchá em casa
Para preparar a base do kombucha, também chamada de primeira fermentação, deve-se fazer os seguintes passos:

Ingredientes para a Primeira Fermentação:

3 L de água mineral
panela de aço inoxidável, vidro ou cerâmica
1 xícara de açúcar refinado (açúcar branco)
5 sachês de chá preto
1 cogumelo de kombucha, também chamado Scoby
1 recipiente de vidro escaldado com água quente
300 ml de kombucha pronto, equivalente a 10% do volume total de kombucha a ser produzido (opcional)
Modo de preparo:

Lavar bem as mãos e os utensílios, passando água quente e vinagre para ajudar a eliminar qualquer contaminação por micro-organismos. Colocar a água na panela e levar para aquecer. Quando a água ferver, adicionar o açúcar e misturar bem. Em seguida, desligar o fogo e adicionar os saquinhos de chá, deixando a mistura descansar por 10 a 15 minutos.

Colocar o chá no frasco de vidro e esperar esfriar até ficar em temperatura ambiente. Em seguida, adicionar o cogumelo de kombucha e os 300 ml de kombucha pronto, tampando o frasco de vidro com um pano e um elástico, o que irá permitir a circulação de ar sem deixar a mistura exposta. Guardar o frasco em um local arejado e sem muita luz por cerca de 6 a 10 dias, tempo em que a bebida final estará pronta, com o aroma de vinagre e sem sabor doce. No final do processo, uma nova colônia de kombucha é formada em cima da primeira, a qual pode ser guardada na geladeira ou doada para outra pessoa.

cogumelo de kombucha, também chamado Scoby
15 Principais benefícios do Kombucha
O Kombucha tem origem na China e tem sabor sabor parecido com uma cidra espumante de maçã, e seu consumo traz os seguintes benefícios para a saúde:

Contribuir para emagrecer porque regula o apetite e diminui a obesidade;
Combater a gastrite, por atuar eliminando a bactéria H. pylori, umas das grandes causas de gastrite;
Prevenir infecções intestinais, por combater outras bactérias e fungos que causam doenças no intestino;
Atuar como desintoxicante, por se ligar a moléculas tóxicas no organismo e estimular sua eliminação pela urina e pelas fezes;
Aliviar e prevenir problemas como gota, reumatismo, artrite e pedras no rins, por desintoxicar o organismo;
Melhorar o funcionamento do intestino, por equilibrar a flora intestinal ter ação laxante;
Equilibrar o pH do sangue o que deixa o corpo naturalmente mais forte para prevenir e curar doenças;
Reduzir o estresse e combater a insônia, sendo uma boa opção para períodos de maior stress ou provas;
Reduzir a dor de cabeça e a tendência às enxaquecas;
Melhorar o funcionamento do fígado, sendo uma boa opção para depois de tomar antibióticos;
Fortalecer o sistema imunológico, por ser rico em antioxidantes e atuar no intestino;
Prevenir doenças como diabetes e câncer porque melhora o funcionamento de todo corpo;
Normalizar a pressão arterial;
Diminuir os sintomas da menopausa;
Prevenir infecções urinárias porque é uma boa fonte de líquidos, que irá produzir mais urina.
Os benefícios do kombucha são maiores do que quando os chás preto ou verde são tomados na sua forma tradicional, e por isso essa bebida vem sendo utilizada como um poderoso auxílio para a saúde. Veja os benefícios do chá preto.

Como fazer o Kombucha mais gostoso
Também chamado de kombucha de segunda fermentação, o kombucha pode ser saborizado com ingredientes como gengibre, pera, uva, morango, limão, abacaxi, laranja e outras frutas, trazendo um novo sabor para a bebida e acrescentando os benefícios das frutas. As frutas e outros ingredientes devem ser adicionados no kombucha base já pronto, e nesta fermentação a bebida ficará gaseificada, lembrando um refrigerante.

Leia também: Kifina

Kombucha de Limão e Gengibre
Ingredientes:

1,5 litro de kombucha
3-5 rodelas de gengibre
suco de meio limão
garrafa pet de 1,5L de capacidade
Modo de Preparo:

Colocas as rodelas de gengibre e o suco de limão em uma garrafa PET limpa. Adicionar o kombucha na garrafa, enchendo bem até ficar totalmente completa, para que não fique ar na garrafa. Tampar e deixar descansar por 3 a 7 dias, tempo necessário para haver uma nova fermentação, mas em geral a bebida saborizada estará pronta após 5 dias de fermentação. No entanto, a bebida cria gás rapidamente e alguns consumidores já gostam do sabor após apenas 24 horas da segunda fermentação.

Leia também: chá de Kombucha

Para fazer o kombucha com outros sabores, pasta bater a fruta no liquidificador, coar e adicionar na garrafa juntamente com o kombucha base, esperando depois os 5 dias para a nova fermentação que dará sabor à bebida.

Onde comprar
O kombucha pronto pode ser encontrado em lojas de produtos naturais e de nutrição, estando à venda tanto no sabor tradicional quanto com sabores variados de frutas e especiarias.

Leia também: Phytophen funciona

Já o Skoby, que é o cogumelo ou bolacha de kombucha com os fungos e bactérias responsáveis pela fermentação da bebida, pode ser encontrados em sites ou fóruns na internet que oferecem o skoby de graça, assim como acontece com o Kefir. Como a cada fermentação um novo skoby é formado, os consumidores de kombucha costumam doar seus skobys para outras pessoas que desejam fazer a bebida em casa.

Atividades físicas recomendadas para cada faixa etária

OMS tem diferentes recomendações para crianças, adultos e idosos

Atividades físicos são indicadas em todos os estágios da vida
Todos sabem da importância dos atividades físicas para manter uma boa saúde, mas nem todo mundo sabe qual o tipo de exercícios e frequência indicada para cada idade. A Organização Mundial da Saúde estabeleceu parâmetros ideais de atividades de acordo com as faixas etárias, indicando tempo de duração, frequência e tipo de exercício.

As recomendações apresentadas dizem respeito a três grupos etários: 5 a 17 anos de idade; 18 a 64 anos de idade; e 65 anos ou mais. A OMS sinaliza que, independente da idade, manter-se ativo melhora a aptidão cardiorrespiratória e muscular, a saúde óssea e funcional e reduz o risco de doenças não transmissíveis.

Confira abaixo:

Dos 5 aos 17 anos:

Crianças e jovens nessa faixa etária devem acumular pelo menos 60 minutos de atividade física de intensidade moderada a vigorosa diariamente.

Quantidades de atividade física superiores a 60 minutos proporcionam benefícios adicionais à saúde.

A maior parte da atividade física diária deve ser aeróbica. Atividades de intensidade vigorosa devem ser incorporadas, incluindo aquelas que fortalecem músculos e ossos, pelo menos 3 vezes por semana.

De acordo com OMS, essas atividades melhoram a aptidão cardiorrespiratória e muscular, a saúde óssea e os biomarcadores cardiovasculares e metabólicos da saúde.

Dos 18 aos 64 anos:

Manter-se ativo nessa faixa etária melhora a aptidão cardiorrespiratória e muscular, a saúde óssea, reduz o risco de doenças não transmissíveis e depressão.

Crédito: Igor Alecsander/istock
Atividade aeróbica melhora, entre outras coisas, a capacidade respiratória
A OMS recomenda pelo menos 150 minutos de atividade física aeróbica de intensidade moderada durante a semana ou pelo menos 75 minutos de atividade física aeróbica intensa durante a semana ou uma combinação equivalente de atividade de intensidade moderada e vigorosa.

A atividade aeróbica deve ser realizada em períodos de pelo menos 10 minutos de duração.

Para benefícios adicionais à saúde, os adultos devem aumentar sua atividade física aeróbica de intensidade moderada para 300 minutos por semana, ou praticar 150 minutos de atividade física aeróbica de intensidade vigorosa por semana, ou uma combinação equivalente de atividade de intensidade moderada e vigorosa.

Leia também: Exercícios para queimar calorias rápido

As atividades de fortalecimento muscular devem ser realizadas envolvendo os principais grupos musculares em dois ou mais dias por semana.

A partir dos 65 anos:

Pessoas acima dos 65 anos, quando mantêm uma vida ativa, melhoram a aptidão cardiorrespiratória e muscular, a saúde óssea e funcional, reduz o risco de depressão e declínio cognitivo.

Leia também: comprar Kifina

Leia também: Phytophen é bom

A recomendação da OMS para pessoas nessa faixa etária é fazer pelo menos 150 minutos de atividade física aeróbia de intensidade moderada durante a semana ou pelo menos 75 minutos de atividade física aeróbica intensa durante a semana ou uma combinação equivalente de atividade de intensidade moderada e vigorosa.

Crédito: FatCamera/istock
Exercícios na terceira idade melhora o equilíbrio
A atividade aeróbica deve ser realizada em períodos de pelo menos 10 minutos de duração.

Para benefícios adicionais à saúde, os idosos devem aumentar sua atividade física aeróbia de intensidade moderada para 300 minutos por semana, ou praticar 150 minutos de atividade física aeróbica de intensidade vigorosa por semana, ou uma combinação equivalente de atividade de intensidade moderada e vigorosa.

Os idosos, com pouca mobilidade, devem realizar atividades físicas para melhorar o equilíbrio e evitar quedas em três ou mais dias por semana.

As atividades de fortalecimento muscular, envolvendo grandes grupos musculares, devem ser realizadas em duas ou mais dias por semana.

De acordo com a OMS, quando adultos mais velhos não podem fazer as quantidades recomendadas de atividade física por conta das condições de saúde, eles devem ser tão ativos quanto suas habilidades e condições permitirem.

Eu não bato mais: as causas da impotência e as soluções disponíveis

Uma das piores coisas que pode acontecer a um homem é perguntar a si mesmo a seguinte pergunta: Por que eu não faço uma gangue? Se durante a sua vida sexual, você tem dificuldade em obter uma ereção, vê-la você não pode dobrar, pode prejudicar o seu relacionamento. Mas também faz você perder toda a confiança em você. Isso é exatamente o que aconteceu no meu relacionamento …

Os distúrbios eréteis afetam muito mais homens do que você pensa. Especialmente depois de certa idade. E há muitas causas que podem explicar esse problema transitório. Mas também várias soluções que oferecerão para você remediar isso.

Nós destacamos este artigo para ajudá-lo a enxergar com mais clareza. E encontre uma vida sexual gratificante.

Conheça o estimulante sexual chamado Tauron.

Eu não bato mais: quais são as possíveis causas?

Se você perceber “eu não estou mais batendo”, sua primeira reação pode ser entrar em pânico. No entanto, a melhor coisa a fazer é entender o motivo. A fim de encontrar o tratamento que será mais adequado.

Causas psicológicas

Você não pode mais se curvar por razões psicológicas . De fato, fatores como estresse, depressão ou problemas dentro do casal podem criar um bloqueio. Que irá mecanicamente resultar em impotência .

Isto é devido à produção de dopamina pelo seu cérebro, que diminuirá significativamente se você sofre de depressão. Fora deste material é necessário para bandagem.

Em geral, o estresse que você pode trazer para casa do trabalho terá um impacto direto em sua vida sexual. Para ter uma ereção, você precisa estar relaxado.

Tenha o cuidado de sair o mais rápido possível para evitar entrar em um círculo vicioso.

Um problema hormonal

O problema também pode ser físico e provir de um desequilíbrio no seu sistema hormonal. A resposta à sua pergunta “Por que eu não bato mais”, portanto, será devido a níveis muito baixos de testosterona. Este hormônio irá influenciar seu desejo sexual e, portanto, sua capacidade de ter uma ereção ou mesmo ejacular.

Uma diminuição nos seus níveis de testosterona pode ser explicada de forma muito simples. De fato, diminuirá gradualmente à medida que você envelhece. No entanto, outras causas podem entrar em jogo se você ainda estiver no auge da vida. Como a falta de atividade física regular. Mas também algumas doenças ou tomando esteróides.

Neste caso, você pode começar a retomar o esporte (como o fisiculturismo). Mas também coma mais alimentos que contenham zinco. Alguns suplementos alimentares também ajudarão você a aumentar seus níveis de testosterona.

Esteja ciente de que também existem impulsionadores muito eficazes, como o Testo Ultra, que podem aumentar rapidamente seu nível de testosterona.

Um estilo de vida pouco saudável

Um estilo de vida pouco saudável também pode forçá-lo a perceber: ” Eu não bato mais “.

Entre os fatores que podem causar impotência, há de fato o fato de estar acima do peso. Seus quilos extras podem impedir que você tenha uma ereção. Mais uma vez, a recuperação do esporte e as mudanças na sua dieta geralmente serão necessárias para que tudo volte ao normal.

Especificamente, faça exercícios cardiovasculares e musculação . É uma boa maneira de aumentar seus níveis de testosterona. E mantê-los altos a longo prazo.

Mas outros maus hábitos podem estar certos para o seu desempenho sexual. Como beber muito álcool. Ou fumar regularmente. Ambas estas substâncias são prejudiciais à sua ereção. Além disso, o tabagismo está envolvido em quase um quarto dos casos de disfunção erétil. Um bom motivo para motivar-se a parar de fumar.

Um bom hábito que pode ajudá-lo a consertar é surpreendentemente beber café. Um estudo recente destacou a relação entre beber dois a três cafés por dia e diminuir a disfunção erétil. De fato, o café relaxa suas artérias e músculos do seu sexo. Assim, o sangue fluirá mais facilmente para o seu pênis. E você não terá nenhum problema de ereção.

Transtorno fisiológico ou tratamento

Algumas doenças e os tratamentos associados também podem explicar por que você não pode se curvar. Este é o caso, por exemplo, do diabetes. Ao interromper seu sistema endócrino, o diabetes pode aumentar o risco de impotência. Neste caso, a melhor solução será conversar diretamente com seu médico, para que ele possa aconselhá-lo sobre outros tratamentos.

A deficiência de vitamina D também pode explicar por que você diz: eu não bato mais. Um estudo recente mostrou que a falta de vitamina D tende a diminuir a duração da sua ereção . Veja para evitar que você tenha um. Para se encher de vitamina D, a melhor solução é aproveitar dias ensolarados. E consumir mais regularmente ovos, sucos de frutas naturais. Ou peixe gordo.

Alguns tratamentos também têm o efeito colateral de causar disfunção erétil. Este é o caso dos tratamentos contra a depressão (que perturbam a circulação sanguínea). Nestas situações, não tome a iniciativa de interromper o seu tratamento. Isso apresenta sérios riscos à sua saúde. Converse com seu médico, que pode sugerir alternativas.

As 10 Farinhas que Ajudam a Emagrecer

As farinhas que ajudam a emagrecer são basicamente ricas em fibras é ajudam a desintoxicar as células do corpo, ajudando a eliminar as toxinas e aumentando a sensação de saciedade e ainda equilibram o metabolismo, reduzindo assim a absorção de açúcar e gordura pelo organismo. Regulam o apetite, atrasando o esvaziamento gástrico: ou seja, a fome demora mais a aparecer e ainda de quebra, as farinhas fazem uma verdadeira “limpeza” no organismo, eliminando toxinas e ainda aliviar no tratando a prisão de ventre.

As fibras contidas nas farinhas aumentam a absorção das vitaminas e dos minerais, melhorando o funcionamento do organismo como um todo, favorecendo a perda de peso sem comprometer a saúde do organismo. Mas o resultado só aparece se você consumir de forma continuada. É também importante beber bastante água para facilitar a ação das fibras.

LEIA TAMBÉM↓↓:
Homens duram MAIS de 2,5 Horas na Cama usando isso Diariamente…
Mulher Emagrece 22,7kg e conta sua história no Bem Estar…
Como ter Ereções 3X Mais POTENTES sem Medicações,100% Natural…
Composto que “Seca Barriga” e Tira Inchaço Vira Febre em São Paulo!
Quer Eliminar de Vez as CELULITES? Isso foi feito para VOCÊ…
A facilidade de polvilhar as farinhas em praticamente todos os tipos de alimentos garantiu que cereais, frutas e legumes em pó se transformassem em um verdadeiro sucesso no mundo das dietas, uma vez que consumir ingredientes nutritivos – às vezes não muito apreciados, ficou mais fácil e gostoso! Então, confira as 10 farinhas que ajudam a emagrecer.

1 – Farinha de Berinjela: A Berinjela é rica em Vitamina A, Vitamina C e Vitaminas do complexo B, que colaboram para melhorar visão e as defesas do corpo. Além disso, é um legume rico em água, que apresenta pouca gordura. Na casca da berinjela estão substâncias que ajudam a prevenir o câncer.

A farinha de berinjela tem até dez vezes mais fibras que a berinjela in natura, por isso ajuda a tirar a fome. Pode ser misturada a caldos, sopas, sucos, vitaminas e iogurtes. Combinada com uma dieta balanceada, duas colheres da farinha de berinjela todos os dias ajudam a secar a barriga.

2 – Farinha de Banana Verde: Essa é uma das principais farinhas que ajudam a emagrecer. Pois, Os benefícios da Banana Verde podem ser melhor aproveitados se ela for consumida enquanto ainda está verde. Durante o processo de maturação, a fruta é rica de um tipo de amido resistente que não sofre digestão nem absorção e se comporta como se fosse uma fibra solúvel no organismo, inclusive produzindo substâncias que são benéficas.

Como a Banana Verde não é lá muito agradável de ser ingerida, uma alternativa para consumir a fruta é em forma de farinha. Como tem sabor neutro, a farinha de banana verde pode ser utilizada em diversas preparações, inclusive substituindo a farinha de trigo. Dá para misturar com água ou adicionar diretamente aos sucos, iogurtes e frutas em pedaços. A quantidade de consumo recomendada é de cerca de duas colheres de sopa por dia.

3 – Farinha de Feijão Branco: O Feijão branco é rico em Faseolamina A, uma proteína que inibe a digestão dos carboidratos e que diminui a absorção de açúcares pelo nosso organismo. Sendo assim, torna-se uma grande aliada no emagrecimento.

O consumo da farinha de feijão branco reduz em até 20% o índice de carboidratos absorvidos durante as refeições. Na prática, é como se você tivesse consumido uma porção menor. Sua grande quantidade de fibra faz aumentar a velocidade do trânsito intestinal e acelerando o metabolismo e auxiliando o processo de emagrecimento.
Quantidade diária: 3 colheres (sopa).

4 – Farinha de Linhaça: Os benefícios da Farinha de Linhaça, além de ajudar a emagrecer e a combater a Prisão de Ventre pela sua riqueza em fibras que ajudam a diminuir o apetite e a regular o intestino, diminui o colesterol, controla a glicemia, garante bom funcionamento intestinal e saciedade por mais tempo, controlar as inflamações do organismo porque tem ômega 3, que é uma substância anti-inflamatória, além de colaborar na prevenção de doenças cardiovasculares. Além disso, Para ter todos os benefícios da farinha de Linhaça pode-se comer uma colher de sopa de linhaça por dia, que são cerca de 10 gramas dessa farinha.

5 – Farinha de Maracujá: Normalmente, fibras são boas para saciedade, mas a fibra na farinha de Maracujá, a pectina, é do tipo insolúvel. A propriedade principal é em absorver líquido com transformação em gel, para retenção em maior tempo de bolo alimentar no estômago e intestino, com absorção lenta dos nutrientes; daí a saciedade é prolongada. Além disso, a Farinha de Maracujá ajuda a elimina gordura, controla a glicemia, regula o funcionamento do intestino, combate doenças cardiovasculares e previne o câncer. Leia Também: Como Emagrecer de uma Forma Rápida e Saudável, SEM SOFRIMENTO e sem Suar em academias…

Leia também: Phytophen Anvisa

6 – Farinha de Soja Preta: A Farinha de Soja preta é uma outra excelente alternativa de farinhas que ajudam a emagrecer. Pois, A farinha feita com a versão turbinada da soja tradicional é rica em isoflavonas e antocianinas, substâncias importantes para combater o colesterol alto e até câncer. Além disso, a farinha de soja preta tira a fome, dá mais disposição e faz as células absorverem 50% menos gordura. Além disso, Sem contar suas propriedades que agem contra os radicais livres, retardam o processo de envelhecimento e previnem as Rugas. Incluir a farinha de soja preta também pode ser uma ótima maneira de amenizar os sintomas da TPM e da menopausa.

7 – Farinha de Uva: Estudos já comprovaram também que a farinha de Uva diminui o nível do colesterol ruim, o LDL, e o aparecimento de varizes, porque ativa a circulação e ainda ajuda a retardar o envelhecimento. Além de ser rica em resveratrol, ajuda a evitar o câncer.

Leia também: Farinha seca barriga reclamações

8 – Farinha de Gengibre: Essa é uma das principais farinhas que ajudam a emagrecer. Pois, a farinha de Gengibre ajuda a diminui as taxas de colesterol, elimina gordura, atua como antioxidante, anticoagulante, anti-inflamatório e bactericida, além de beneficiar o sistema digestivo.

9 – Farinha de Açaí: Os atletas podem usar a farinha do Açaí, que tem todos os benefícios revigorastes da fruta, com uma vantagem: tem a metade das calorias da polpa. O açaí é uma fruta calórica devido aos seus lipídios, e a farinha não tem lipídios. Além disso, Veja isso se você quer PERDER GORDURA ABDOMINAL de forma bem Simples e Naturalmente…

Problemas sexuais que algumas pessoas passam

Meu parceiro está desamparado: “Ele não pode vir, é frustrante”

O depoimento de Paula, 38 anos, um casal há 9 anos.

“Hoje, temo os nossos momentos de intimidade, até os repovoo, é horrível … mas tornou-se doloroso fazer amor com ele, mas tivemos um verdadeiro amor à primeira vista. quando nos conhecemos, e mesmo se nunca fomos sexo louco, eu gostei, mas por quatro anos, ele não pode ejacular, e assim o relacionamento durou muito tempo. Uma hora e meia, às vezes, sem chegar a nada, adoro, mas é cansativo, frustrante para nós dois, e acaba me machucando …

Nos raros momentos em que ainda fazemos amor, às vezes me divirto, mas quando para mim já passa muito tempo e só quero estar perto dele, ele fica tenso e concentrado em sua tarefa , para tentar chegar lá também. Deve estar rindo, mas é um pesadelo. Às vezes há três quartos de diferença de uma hora entre nós. Depois, às vezes me sinto como um objeto sexual com o qual ele se masturbou. Isso me faz querer chorar …

Tentei coisas diferentes: diminuir tanto quanto possível o aumento da minha excitação, não ficar muito à frente dele, ou simular muito demonstrativamente um prazer que ainda não tenho, para excitá-lo mais. As palavras cruas também, eu tentei, sem sucesso. Quanto a se obrigar a se conter ou a fazer a comédia, impede de deixar ir e, no final do dia, eu não quero mais. No começo, me senti culpado: achei que não estava fazendo a coisa certa durante o ato, já que ele estava batendo, então tentei ser empreendedor. Naquela época, eu tinha acabado de mudar de emprego, com uma promoção muito legal, o sonho da minha vida … eu ganhei muito mais dinheiro do que ele. Eu pensei que o ego dele tinha sido atingido e ele estava com raiva de mim. Seis meses depois, foi o mesmo. Nós consultamos para verificar se não estava relacionado a uma doença. Quando o médico falou um psiquiatra, ele se virou e não quis voltar.

Hoje, vivemos no não dito ou quase. Uma vez, nós cheiramos a noite toda por uma estupidez, eu estava furioso; Eu não queria fazer amor, mas aceitei e não me diverti. Quando ele terminou, me virei na cama e me acariciei ao lado dele. Ele fingiu dormir, mas eu sei que ele viu. Eu tive muitos problemas naquela noite, vergonha também. Eu não queria me vingar, apenas para perceber que ele não era o único a sofrer com esta situação.

Subsequentemente, senti a necessidade de me tranquilizar, de ver que um homem podia desfrutar normalmente de mim, por isso tive aventuras e, durante algum tempo, vi o mesmo homem. Uma vida dupla? Para mim, não: é o meu jeito de impedir meu casal de mergulhar. Porque apesar de tudo, eu amo meu companheiro, e nem por um segundo visualizo minha vida sem ele.

Conheça o produto que esta ajudando todos os homens com problemas sexuais, seu nome é Big Size.

Meu parceiro é impotente: “Eu também queria saber se ele não era homo ou pervertido”

O testemunho de Gabrielle, 49

“No começo, eu achava que ele gostava de amor cortês, muito do século XIII, porque passávamos todo o nosso tempo livre juntos, pensando que ficávamos felizes por nos conhecermos. meses se passaram, e foi deixado para o flerte de pré-adolescente, mais de 40 anos! 
Era verão, passeios e jantares nos terraços serviu de pretexto para você nunca se encontrar sozinho, nem em casa, Pareceu-me ainda mais estranho porque me disse que gostava dele e, em pouco tempo, joguei-lhe alguns bastões, de sutis a quase pesados, sem nunca reagir a ele. Não peguei nenhum deles voluntariamente e comecei a duvidar de mim mesmo.

Disse a mim mesmo que não sabia que era feia, estúpida, indesejável, que tinha que interpretar mal suas doces palavras; Eu também me perguntei se ele não era homossexual ou pervertido. Eu senti um sentimento muito ruim. Sua “cortesia” e sua maneira de me colocar em um pedestal, me achando ótima para quase tudo, se tornaram agressões. Eu tinha chegado a questionar estupidamente meus amigos do sexo masculino: “Se você fosse obrigado a dormir comigo, pareceria intransponível para você?”

Eu não tenho certeza de chegar lá, eu tenho um pequeno problema

Eu estava apaixonada, tinha desejo por ele, queria tocá-lo, tê-lo contra a minha pele e fazer amor com ele, por que não ele? Felizmente, o outono podre chegou. Uma chance! E ele finalmente chegou em minha casa, depois de quatro meses de caminhadas! O champanhe me ajudou, eu me joguei nele, e lá ele finalmente soltou: “Eu não tenho certeza de chegar lá, eu tenho um pequeno problema”.

Ele me disse que ele me queria, mas que “a mecânica estava um pouco quebrada”. Paradoxalmente, fiquei aliviado, finalmente tive uma explicação. Ele queria me acariciar, eu recusei: “Vamos fazer amor juntos, não estamos com pressa, vamos levar o tempo que levará.” Ele nunca havia consultado; Eu me ofereci para acompanhá-lo: sem resposta. Eu não estava preocupado, eu tinha a ingenuidade ou a pretensão de acreditar que comigo seria diferente.

Nós continuamos a viver como pré-adolescentes, até que uma noite, seis meses depois do nosso encontro, eu finalmente cesso às suas carícias. Depois, senti um desconforto profundo, como se tivesse me dado um show em um filme pornô. Eu me permiti intimamente, mas de um jeito. Eu tive um orgasmo na frente de um homem cujas emoções sexuais eu não conhecia, nunca havíamos feito amor, não éramos íntimos e me senti como voyeur.

Expliquei-lhe meu desconforto, esperando que ele consultasse. Ele me disse que sim, mas duvido disso ainda. Eu sabia que havia montanhas de medo em sua cabeça, e eu queria dar-lhe tempo. Muito depois, ele me disse que a última vez que fizera amor era com prostitutas. No momento, perdi o equilíbrio, mas tentamos algumas coisas. Parei no limite da degradação e nem melhorei as coisas. Havia um lado humilhante em suas palavras e gestos, e me senti escorregando em um perigoso declive. No entanto, foi ele quem me deixou, da noite para o dia, sem explicação. Nós estivemos juntos por quase um ano. Eu saí dessa história em frangalhos: seu desamparo me levou a fazer muitas projeções negativas sobre mim.

Desde então, com o meu psiquiatra, entendi que ele preferia viver assim, sem sexo, negando seu desejo, em vez de enfrentar a angústia. O que me dói hoje é dizer que se ele realmente me amasse, ele poderia ter aceitado cuidar de si mesmo. “

Colapsos sexuais: o verdadeiro papel das mulheres

O colapso sexual é freqüentemente experimentado pelo homem como um desastre. Mas quais são as conseqüências de tal falha em seu parceiro? Vítima ou castradora: qual o papel dele? Como ela pode ajudar? … Acabando com anos de tabu, Doctissimo finalmente revela a face oculta da disfunção erétil.

As causas da disfunção erétil são muitas: do estresse simples à fadiga, passando por distúrbios orgânicos, como diabetes ou causas neurológicas. Diante desse momento crítico vivenciado pelo homem como um questionamento de sua masculinidade, qual é o verdadeiro papel de seu parceiro?

Nenhum retrato típico!

De acordo com uma pesquisa da Louis Harris 1 , uma em cada quatro mulheres apresentou disfunção erétil durante a vida sexual. Mas qual é a sua influência na ocorrência ou manutenção desses distúrbios no homem? Ela é apenas uma espectadora dessa explosão ou seu papel é mais complexo?

Estranhamente, este tem sido até agora pouco estudada pesar pelo XV º Congresso Mundial de Sexologia 2 , Dr. Mireille Bonierbale, psiquiatra sexóloga em Sainte Marguerite, em Marselha. No máximo, algumas pesquisas 3,4,5,6 sugerem, timidamente, possíveis características: maior frequência de disfunção sexual, alta demanda sexual com conseqüências inibitórias em humanos ou, pelo contrário, uma alteração do desejo, mesmo que seja Nesse caso, é difícil saber se isso é uma causa ou consequência de distúrbios masculinos. Mas o pequeno número de mulheres que participam deste trabalho não permite ver mais claramente.

E hoje, para muitos especialistas, desenhar um retrato típico dessas mulheres é uma heresia! “Não há características específicas do parceiro de um homem que sofre de disfunção erétil. Esta descrição assumiria uma parte da responsabilidade feminina na ocorrência dessas falhas. Mas na grande maioria dos casos, eles são apenas as vítimas “, diz o Dr. Antoine Lemaire, presidente da Associação para o Desenvolvimento da Informação e Pesquisa sobre Sexualidade ( ADIRS ). Vários estudos confirmam esta visão particular de uma redução da qualidade de vida dessas mulheres 7,8 .

Isso significa que é possível isolar o tratamento da disfunção erétil de qualquer ambiente emocional? Não, é claro, porque é uma perturbação da harmonia do casal envolvida.

Não isole a desordem do casal

O ambiente emocional do casal é importante para conhecer os fatores desencadeantes dos colapsos e sua durabilidade: por que esses distúrbios aparecem? Quando? Por que esses colapsos ocasionais tendem a voltar? Qual é o ponto de partida para esse medo do fracasso e esse círculo vicioso tão angustiante  ? … A consideração dessas interações dentro do casal são todos indicadores para otimizar o tratamento.

Assim, de acordo com Dr. Mireille Bonierbale, o resultado do tratamento pode ser facilitada por determinados fatores (vai encontrar uma boa harmonia sexual no casamento, a permanência da atração erótica de parceiros, as expectativas mútuas, onipresença do diálogo …) ou desativada por outros (conflito, relações extraconjugais concomitantes, falta de motivação ou desejo de um dos parceiros …).

Assim, se a mulher não consegue induzir o colapso sexual, pode, no entanto, revelar um problema subjacente em um sujeito já frágil. “A acusação não ditas por causa de mal-entendido ou falta de comunicação, ressentimento, uma atitude agressiva … pode levar a manutenção. Apenas bons problemas de comunicação entre o casal vai superar esta provação sem sair do parceiro na pia a ansiedade do próximo fracasso … “testemunha o Dr. Antoine Lemaire.

Menos freqüentemente, os transtornos psiquiátricos também podem ter um impacto na sexualidade do casal. Assim, as conseqüências do estresse e da depressão são bem conhecidas.

Conheça o estimulante sexual masculino chamado Gandrox XL.

Como escolher o melhor creme contra Rugas

Como escolher o melhor creme contra Rugas

Para comprar um bom creme antirrugas deve-se ler o rótulo do produto procurando por ingredientes como os Fatores de Crescimento, Ácido hialurônico, Vitamina C e Retinol porque estes são fundamentais para manter a pele firme, sem rugas, hidratada e combater as manchas que surgem devido a exposição solar.

Os cremes antirrugas quando usados diariamente, a partir dos 30 anos de idade, tem excelentes resultados na firmeza e beleza da pele desde que eles tenham os ingredientes que facilitam a formação de novas células, novos vasos sanguíneos e novas fibras de colágeno e elastina, que dão firmeza e sustentação à pele.

Assim, para comprar um bom creme antirrugas deve-se ler o rótulo do produto e saber exatamente do que a sua pele está precisando. Veja:

Que ingredientes procurar no rótulo
Para ter certeza que está fazendo uma boa compra deve ler o rótulo do produto e buscar os seguintes ingredientes:

Fator de crescimento Epidermal (EGF): Renova as células, cria novas fibras de colágeno e elastina, reduzindo e prevenindo a formação de rugas
Fator de crescimento Insulínico (IGF): Promove a criação de novas fibras de colágeno e elastina, diminui as rugas e aumenta a firmeza da pele
Fator de crescimento Fibrobástico (a FGF ou b FGF): Promove a criação de novas fibras de fibroblasto, excelente na cicatrização da pele depois do peeling, por exemplo
Fator de Crescimento Vascular Endotelial (VEGF): Promove a formação de novos vasos sanguíneos, essencial para nutrir as novas células, regenerando e firmando a pele
Fator de crescimento de Transformação: Estimula a produção da matriz celular, prevenindo a fibrose
Ácido hialurônico: Hidrata profundamente a pele, atraindo moléculas de água para a pele
Vitamina C: Estimula a síntese de colágeno, é antioxidante, protege a pele do sol, ajuda a cicatrizar e clareia olheiras e manchas escuras
Retinol: Estimula a formação de colágeno, proporcionando uma pele mais firme e melhorando a irrigação sanguínea facial, ao mesmo tempo que suaviza as rugas
DMAE (dimethylaminoethanol lactate): Promove a renovação das células, aumentando os níveis de ceramidas, e tem efeito clareador
Vitamina E: Ajuda na cicatrização, reduz o danos provocados pelo sol e pela diminuição da elastina
Matryxil Sinthe 6: Ideal para preencher as rugas, uniformiza a pele e estimula a síntese de colágeno
Proteção solar: Para proteger a pele dos efeitos dos raios UV que favorecem a formação das rugas
O dermatologista ou fisioterapeuta especialista em estética poderão indicar pessoalmente qual o melhor produto para cada pessoa, depois de observar algumas características como idade, presença de rugas ou linhas de expressão, tipos de rugas, hábito de usar creme diariamente ou não, tom da pele e presença de manchas ou olheiras, por exemplo.

Os cremes para rugas que contém neurotoxinas como o Ageless, contém Argireline, não são recomendados como único tratamento contra rugas porque tem ação paralisante, impedindo a correta contração muscular, o que inicialmente pode parecer que melhora as rugas, num efeito Cinderela, na verdade deixa a pele ainda mais flácida e frágil à longo prazo. Além disso, seu efeito vai diminuindo e dura no máximo 6 horas, sendo necessário reaplicar o produto várias vezes ao dia.

Como aplicar o creme antirrugas corretamente

Aplicar o creme antirrugas corretamente é fundamental para que tenha o efeito esperado. Para isso, é recomendado seguir estes passos:

Lavar o rosto com água e sabonete hidratante, ou limpar a pele com um produto de limpeza hidratante e um pedacinho de algodão
Aplicar um creme hidratante facial com proteção solar em todo rosto, pescoço e colo;
Aplicar o creme de cotorno dos olhos, começando pelo canto interno do olho indo em direção ao final de cada sobrancelha. Depois com movimentos em espiral insistir na regiãos dos ‘pés de galinha’
Aplicar o creme diretamente nas rugas ou linhas de expressão, com movimentos circulares por toda ruga, de baixo para cima e depois com movimento de ‘abertura’, como se estivesse tentando fazer a ruga desaparecer;
Aplicar o creme clareador nas áreas mais escuras como sardas, pintas e olheiras.
A quantidade do creme que se deve colocar em cada região é pequena, com cerca de 1 gotinha do tamanho de 1 ervilha em cada área.

Se desejar passar maquiagem esta deve ser aplicada por cima de todos estes cremes.

Porque usar cremes em diferentes áreas do rosto
É necessário usar diferentes cremes, usando um somente para a área dos olhos, outro somente em cima das rugas e e um creme geral para as outras áreas como testa, queixo e bochechas porque cada uma destas partes do rosto precisa de um tratamento diferente.

Usar o creme para os olhos em todo rosto pode ser um desperdício de produto, mas usar um creme hidratante para o corpo em todo rosto, pode não ter nenhum efeito no combate as rugas e linhas de expressão. Saiba o que cada área realmente precisa:

Ao redor dos olhos

Ao redor dos olhos a pele é mais fina e tende a ficar com os famosos ‘pés de galinha’ porque é comum a contração destes músculos para tentar proteger os olhos do sol ou para forçar a vista para ver melhor. Assim esta é uma das primeiras regiões a ficar com a pele flácida e com rugas.

Usar: Cremes com filtro solar, mas específicos para os olhos que tenham fator de crescimento que garantem a formação de células que conferem firmeza e elasticidade à pele.
Nas linhas de expressão:

Estas surgem ao redor do sorriso depois de uma boa gargalhada e podem ser mais facilmente vistas ao acordar depois de uma noite de pouco descanso. Também é comum seu surgimento entre as sobrancelhas, depois de tentar proteger os olhos do sol, sem óculos de sol, mas desaparecem ao esticar a pele.

Usar: Creme com filtro solar, ácido hialurônico e DMAE

Nas rugas vincadas:

As rugas mais profundas, que não desaparecem ao tentar esticar a pele, geralmente surgem após os 45 anos, mas pode surgir antes em pessoas que não usam cremes hidratantes e que se expõe no sol de forma frequente, sem proteção solar.

Leia também: Skin renov bula

Usar: Cremes antiidade com fatores de crescimento que possam preencher as rugas, tornando a pele mais firme e uniforme.
Nas olheiras, áreas mais escuras, manchas ou sardas:

Estas áreas precisam de clareamento e proteção solar para evitar que fiquem ainda mais escuras.

Leia também: Creme para rugas preco

Usar: Creme com filtro solar e produtos com ação clareadora da pele como vitamina C ou DMAE.
Um outro cuidado importante é observar se o creme é para usar de dia ou a noite, porque o tempo de ação dos produtos noturnos são maiores e podem atuar durante todo o sono, quando não há tanta contração dos músculos da face. Os cremes para usar durante o dia geralmente possuem proteção solar.

Outros tratamentos antirrugas
Na fisioterapia estética existem diversas técnicas que podem ser usadas com massagens específicas, tracionamento, mobilização da fáscia e liberação miofascial além de equipamentos como laser e a radiofrequencia que tem excelentes resultados no combate as rugas, com efeito lifting, adiando a necessidade de uso de botox ou cirurgia plástica.

As sessões duram cerca de meia hora e podem ser realizadas 1 vez por semana e os resultados são cumulativos, mas os efeitos podem ser vistos logo no final da primeira sessão.